você já ouviu falar de plantas companheiras?

imagem uma de horta agroecológica que combina diversas espécies de plantas companheiras para melhorar o desenvolvimento

plantas que se ajudam quando plantadas juntas!

plantas companheiras são aquelas que se ajudam ao serem plantadas juntas.

essa ajuda pode ser por uma melhor ocupação do solo, proteção contra insetos, disponibilização de nutrientes, sombreamento, utilização da água entre outros fatores.

a combinação dessas plantas nos nossos vasos e canteiros é chamada de consórcio e o seu resultado são sempre plantas melhor desenvolvidas e saudáveis.

provavelmente, o exemplo mais clássico de consórcio com plantas companheiras seja a combinação de feijão, milho e abóbora. essa combinação é usada há muitos séculos pelos indígenas da América Latina e também é chamada de MILPA ou três irmãs.

mas existem muitos outros consórcios que você pode usar mesmo em pequenos vasos em casa: alecrim, sálvia e tomilho; orégano e manjerona; cebola, alface e tomate; alho, couve e morango; rúcula e alface e por aí vai!

plantas antagônicas

da mesma forma que existem combinações de plantas que melhoram o desenvolvimento umas das outras, existem plantas que, quando plantadas juntas, podem resultar em plantas subdesenvolvidas ou mais suscetíveis a pragas e doenças. essas são as chamadas plantas antagônicas e muitas vezes o fracasso dos seus cultivos pode estar associado a essas combinações.

isso porque essas plantas antagônicas competem diretamente pelos mesmos recursos ou liberam substâncias químicas que prejudicam o desenvolvimento uma da outra (este efeito é conhecido como alelopatia).  

alguns exemplos de consórcios antagônicos, são a salsinha e cebolinha, o pepino e o girassol, as hortelãs, couve e tomate, coentro e funcho, rúcula e salsa.

você já plantou algum destes por aí e percebeu que as plantas não se desenvolveram tão bem?

outras combinações para ficar atento!

geralmente plantas da mesma família também não devem ser plantadas juntas. não necessariamente porque inibem o desenvolvimento umas das outras, mas porque podem facilitar o aparecimento de pragas e diminuir a resiliência do seu sistema.

então evite plantar tomate, berinjela e batatas no mesmo canteiro, por exemplo. da mesma forma, couve, brócolis e repolho juntos devem ser evitados, já que a chance dessas plantas serem parasitadas pelos mesmo insetos é muito maior!

para saber mais sobre como preparar e cuidar da sua horta, confira todo o conteúdo sobre hortas da verdi no nosso Instagram. e se precisar de ajuda para tirar seu projeto do papel, conheça nossos serviços e agende seu horário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *